Carnaval de rua está cancelado em Cataguases
11/01/2018 - 7h54 em REGIÃO

 

Cataguases não vai realizar carnaval de rua. A decisão foi tomada na manhã desta terça-feira, 09 de janeiro, pelo prefeito Willian Lobo de Almeida, após reunião com secretários e a confirmação por parte da Secretaria Municipal de Finanças que o Estado de Minas Gerais continua atrasando os repasses financeiros para o município. A situação de caixa da Prefeitura vem se agravando diariamente, o que impossibilitou o Executivo de pagar os salários do funcionalismo em dia, que deveria ter sido feito na última segunda-feira, 08, como reza a lei. 
 
Sem recursos e sem previsão de recebê-los, Willian preferiu não assumir mais um compromisso financeiro com o carnaval, que ano passado custou em torno de R$ 300 mil, conforme apurou o Site do Marcelo Lopes. Mesmo que o dinheiro estivesse disponível, o desfile de blocos e escolas também não aconteceria porque durante o Chamamento Público (espécie de licitação simplificada) realizado pela Prefeitura para credenciar os blocos caricatos, nenhum de seus representantes apareceu. A participação deles era necessária para fazer o repasse do dinheiro pelo poder público. Antes disso, um problema burocrático relativo a documentação da Liga Independente das Escolas de Samba de Cataguases - Liesca - a impediu de participar do carnaval.
 
O Secretário de Cultura e Turismo de Cataguases, Fausto Menta, disse ao Site que o Carnaval estava totalmente organizado com escolas de samba e blocos e, consequentemente, com shows de bandas. Aliás, o evento poderia acontecer somente com o show das bandas, mas o secretário disse que opinou em reunião com o prefeito por não investir somente em shows, visto que a prefeitura não tem dinheiro em caixa e não há sequer previsão para receber os repasses do governo do estado. Deste modo, chegou-se a conclusão de não realizar carnaval de rua de Cataguases este ano, completou o Fausto.
 
A prefeitura, segundo o secretário de Finanças, Mauro Fachini Gomes, contou no programa Gomes Comunicação, em uma emissora de rádio local, na manhã desta quarta-feira, 10, está trabalhando para pagar os salários dos servidores. "Não estamos pagando nem fornecedores porque todo dinheiro que entra no caixa está sendo destinado à folha de pagamento", informou. Ele disse ainda que cerca da "metade do valor necessário desse total já está em caixa e que espera poder começar a pagar, ao menos ua parcela do funcionalismo, até sexta-feira" sem, no entanto, dar garantia de que isso de fato venha a ocorrer. Ele torce para que o Governo do Estado cumpra a lei e repasse recursos atrasados para o município, acrescentou.
 
Fonte: Marcelo Lopes
COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!