Prefeito de Piraúba anuncia medidas de redução de despesas, inclusive demissões
08/11/2018 07:05 em REGIÃO

 

O prefeito de Piraúba (45 km de Cataguases), Adriano Gravina, anunciou na tarde desta quarta-feira, 07 de novembro, medidas de contenção de despesas tendo em vista o agravamento da situação financeira daquele município em virtude do atraso nos repasses de recursos por parte do governo do estado de Minas Gerais. Ele também não descarta baixar decreto de Situação de Emergência Financeira do Município, a exemplo de Cataguases e outras cidades da região. A informação foi prestada pelo Secretário de Administração de Piraúba, Júlio Toledo, que conversou com a reportagem por telefone.
 
Antes de falar da gravidade da situação do município, Júlio fez questão de informar que os salários dos servidores estão em dia, "mas não há nenhuma garantia da permanência desta situação, porque não sabemos o que vai acontecer amanhã", disse. Ele contou que o prefeito decidiu "cortar na carne para minimizar os efeitos da crise financeira, reduzindo salários dos secretários municipais cujos cargos perderam este status passando agora a serem coordenadores", explicou. Também está demitindo comissionados e reduziu o salário do primeiro escalão, acrescentou. "Eu mesmo coloquei o meu cargo à disposição sendo seguido pela Secretária de Assistência Social, pelo de Agricultura e Meio Ambiente e a Chefia de Gabinete", revelou Júlio.
O objetivo do prefeito é continuar reduzindo despesas, conforme informou o Secretário de Administração, para superar este momento crítico e, neste sentido, pretende ampliar o corte de pessoal junto a outros setores da prefeitura, mas Júlio disse não saber quantas pessoas serão atingidas com esta iniciativa. Ainda segundo ele, estas medidas permanecerão em vigor até a regularização da situação ou melhoria da arrecadação do município. A respeito do valor total da dívida que o Estado de Minas tem com Piraúba, Júlio Toledo disse aguardar da Associação Mineira dos Municípios uma informação atualizada a este respeito e que a partir daí, o prefeito também pretende entrar na justiça para receber o que lhe é devido, finalizou.
 
 
Fonte: Marcelo Lopes
COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!