Foragido da justiça é preso pela Polícia Civil após denúncia em grupo de WhatsApp em Cataguases
12/01/2019 06:24 em REGIÃO

 

Uma mensagem postada no Grupo de WhatsApp Rede de Comércio Protegido na manhã desta sexta-feira, 11 de janeiro, levou a Polícia Civil de Cataguases a prender um homem de 36 anos, que estava foragido do presídio de Cataguases desde 30 de novembro. Ele também tem diversas passagens pelo sistema prisional onde ingressou pela primeira vez em 2011, sempre pela prática de furto, além de uma lesão corporal e uma ameaça, conforme apurou a reportagem do Site. 
 
Nesta manhã, uma integrante do Grupo Rede de Comércio Protegido fez uma postagem com uma foto do suspeito revelando que ele teria tentado roubar sua motocicleta, além de ter dado detalhes da roupa que vestia. O policial civil Rafael Barreto, que faz parte do mesmo grupo de mensagens, leu a postagem que mostrava detalhes do suspeito e como estava na região central da cidade, fez uma busca nas imediações com o apoio de seus colegas investigadores Ivando Ribeiro, Bruno Vieira e Lídia Reis que terminou com a localização e prisão do homem quarenta minutos após a postagem. A delegada Érica Guedes, que assumiu o caso, ratificou a prisão dele em flagrante que foi levado em seguida para o presídio de Cataguases.
Segundo o investigador Rafael o caso desta manhã é uma prova da importância deste grupo para a segurança. "Se todos usarem a ferramenta da forma correta, sem ficar dando "bom dia" ou colocando comentários desnecessários o grupo ganha em confiança e em agilidade na solução dos casos aqui apresentados. É extremamente relevante todos deste grupo terem em mente que ele foi criado para melhorar nossa segurança. E foi graças a ele que mais uma pessoa que oferecia risco à sociedade agora está presa", analisou. (Foto: Reprodução WhatsApp)
 
 
Fonte: Marcelo Lopes
COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!