Sobe pra seis o número de casos confirmados de Influenza na Zona da Mata
16/05/2018 08:41 em REGIÃO

 

Juiz de Fora, Visconde do Rio Branco, Laranjal, Ubá e Muriaé tiveram casos confirmados de Síndrome Respiratória Aguda Grave provocada pelo vírus Influenza. Os dados foram divulgados pelo Boletim Epidemiológico da Gripe da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) divulgou nesta segunda-feira (14).

A doença é dividida em tipos, subtipos e linhagens e todas as variações correspondem a diferenças encontradas no material genético.

Confira os casos registrados na região:

Casos de Influenza registrados na Zona da Mata

Cidades Influenza A - Subtipo H3 Influenza A - Sem subtipo Influenza B
Juiz de Fora 1 1 1
Visconde do Rio Branco 1 1 -
Laranjal - - -
Ubá - 1 -
Muriaé - - 1

 

Estado

 

De acordo com a SES-MG, desde o início do ano, 800 casos da Síndrome Respiratória Aguda Grave foram notificados. Desde total, 57 mortes foram confirmadas e duas delas pelo vírus Influenza.

 

Sintomas

 

Os sintomas das Influenzas A e B são febre alta e súbita, tosse, dor de garganta, dor no corpo, dor nas articulações e dor de cabeça. No caso do H1N1, subtipo da Influenza A, um sintoma que chama a atenção é a falta de ar e o cansaço excessivo.

É importante distinguir a gripe do resfriado comum, que é muito mais leve, com sintomas menos graves como coriza, mal estar, dor de cabeça e febre baixa.

Vacinação

 

A vacina contra a gripe é atualizada todo ano. A Organização Mundial de Saúde ( OMS ) informa quais são os tipos de vírus que estão circulando e, com base nesta informação, as vacinas são produzidas. Assim, a cada ano, a cada nova temporada de gripe, todos devem vacinar.

Há dois vírus Influenza A (H1N1 e H3N2) e dois vírus Influenza B. O H3N2,que causou um surto nos Estados Unidos neste último inverno está contido na vacina de 2018.

Os grupos que podem receber a vacina gratuitamente na rede pública são: crianças de 6 meses a 5 anos de idade; gestantes; puérperas, isto é, mães que deram à luz há menos de 45 dias; idosos; profissionais de saúde; professores da rede pública ou privada; portadores de doenças crônicas; povos indígenas e pessoas privadas de liberdade. Estes grupos necessariamente devem receber a vacina da gripe. Na rede privada, a vacina da gripe pode ser administrada para todas as pessoas.

 

Entenda os tipos de influenza e mutações

 

O vírus influenza é dividido em tipos, subtipos e linhagens. Todas essas variações correspondem a diferenças encontradas no material genético do vírus.

Primeiro, em relação ao tipo, o influenza é dividido em A, B e C. O vírus A e B são os que infectam seres humanos; já o tipo C, não é incluído em vacinas e não tem relevância para a saúde pública até o momento.

Já essas formas H3N2, H1N1, dentre outras, referem-se aos subtipos do influenza A. As letras H e N referem-se a proteínas encontradas na superfície do vírus, respectivamente, neuraminidase e hemaglutinina.

Os números, por sua vez, são referentes a maneira como essa proteína é apresentada, como uma haste mais longa, por exemplo.

Já o influenza B é dividido em duas linhagens, que passaram a circular simultaneamente nos últimos anos.

 

Fonte: G-1 Zona da Mata

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!