Ubá e Visconde do Rio Branco registram novos casos prováveis de dengue
10/10/2018 08:50 em REGIÃO

 

As cidades de Ubá e Visconde do Rio Branco foram as únicas da Zona da Mata que registraram casos prováveis de dengue na primeira semana de outubro de 2018. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira (8) no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG).

G1 entrou em contato com as secretarias de Saúde dos municípios e aguarda retornos.

A SES-MG considera como casos prováveis a soma entre casos suspeitos e casos confirmados.

O maior número de casos prováveis de dengue na última semana foi em Visconde do Rio Branco, com sete registros. Desde o início de setembro, a cidade totaliza 20 casos. No acumulado do ano, Visconde do Rio Branco conta com um total de 773 casos prováveis da doença.

Ubá, por sua vez, contou com apenas um registro provável na primeira semana de outubro. Desde setembro, são 12 casos na cidade. No acumulado do ano, no entanto, o número é bem maior que o da cidade vizinha - 1.716 casos prováveis.

Os dados divulgados no dia 1º de outubro no informe epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde apontam para um número ainda maior de casos prováveis na cidade, 2.049. Sendo que exames laboratoriais deram positivos para 1.713 pessoas com a doença.

Altos índices em 2018

 

Tanto Ubá quanto Visconde do Rio Branco registraram índices preocupantes de infestação do Aedes aegypti este ano.

Em janeiro, o prefeito de Ubá, Edson Teixeira Filho (PHS), decretou situação de alerta e emergência após a divulgação do primeiro Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) de 2018 que apontou para um índice de 8,2%.

No mês de maio, Ubá teve um crescimento expressivo no número de casos confirmados de dengue, chegando a quase 500 casos da doençae registrando no período de um mês um aumento de mais de 50%.

Visconde do Rio Branco, por sua vez, apareceu no primeiro boletim epidemiológico da SES-MG em abril deste ano como a cidade com maior incidência de casos prováveis de dengue em Minas Gerais. Até mesmo um caso de Zika foi confirmado em uma gestante.

A cidade foi a última da Zona da Mata a deixar o grupo de cidades com alta incidência de casos prováveis de dengue. Isto só ocorreu no final do mês de julho, quando o índice de chuvas teve uma queda expressiva na região devido ao período de inverno.

 

Fonte: G-1 Zona da Mata

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!