Falta de doses da AstraZeneca em Minas deve ser normalizada nos próximos dias, diz secretário
14/10/2021 15:12 em REGIÃO

 

A falta de doses da AstraZeneca em Minas deve ser normalizada nos próximos dias com a chegada de novas remessas. Conforme informou o secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, o déficit do imunizante no Estado atualmente chega a cerca de 118 mil unidades.

A informação foi divulgada nesta quinta-feira (14), durante coletiva de imprensa concedida em Belo Horizonte. "Conversei hoje com o Rodrigo Cruz (secretário-executivo do Ministério da Saúde) e o governo federal recebe, amanhã, 4 milhões de doses. Ou seja, mais de 400 mil virão para Minas. E semana que vem serão mais 3 milhões, com mais de 300 mil para o Estado. Então é o suficiente para suprir a necessidade que temos em relação a AstraZeneca”, disse. 

Ainda segundo o titular da pasta, mais de 2 milhões de doses devem ser entregues pelo governo federal ao Estado ainda este mês. “Sabemos que alguns municípios utilizaram, em algum momento, a segunda dose como primeira dose. Mas o que importa é que será normalizada a entrega de AstraZeneca essa semana e semana que vem, com expectativa de mais de 2 milhões serem entregues ao governo de Minas esse mês, o que seria suficiente para segunda dose do Estado como um todo”, concluiu. 

Falta de doses

A falta do imunizante foi responsável pela suspensão da aplicação da segunda dose em Esmeraldas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O anúncio foi feito pela prefeitura nessa quarta (13).

Em publicação nas redes sociais, a administração municipal pediu aos moradores da cidade, com o reforço do imunizante produzido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) marcado para esta semana, não compareçam aos postos de saúde, já que não há doses suficientes para todo o público. “Informamos que estamos trabalhando para que a situação seja contornada o mais breve possível, aguardando que a Secretaria Estadual de Saúde encaminhe nova remessa de doses”.

Hoje em Dia questionou à Secretaria de Estado de Saúde quantas cidades de Minas notificaram à pasta falta de doses da Astrazeneca para aplicação do reforço, mas não teve retorno. 

Pfizer

Em contrapartida, o Estado tem doses da Pfizer “de sobra”. Ainda durante a coletiva desta quinta, o secretário informou que entre 1,5 milhão a 2 milhões de unidades do imunizante estão parados nas regionais de saúde a espera dos municípios. 

“O grande ponto que a gente percebe é o receio do municípios em utilizar a vacina da Pfizer, que está dando como reforço, para vacinar adolescentes. Ou ao contrário. O que vale é que temos doses disponíveis para ambos e o importante é não ter vacina parada. As regionais têm doses esperando que busquem e temos que imunizar a população o mais rápido possível”, afirmou, considerando, ainda, que o Estado deve receber mais de 10 milhões de imunizantes da Pfizer até o fim do ano. 

“Só essa semana, o governo federal vai receber 10 milhões, ou seja, mais 1 milhão só para Minas, em três remessas. Até o fim do ano o Estado deve receber 11 milhões e provavelmente uma parte ficará guardada para reforço no ano que vem. Então não vai faltar vacina da Pfizer. Não podemos deixar doses paradas, não existe nenhum risco de desabastecimento”, finalizou.

 

Fonte: Hoje em Dia

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!